terça-feira, 25 de novembro de 2008

O que está acontecendo com o mundo?

Mais de 50 mil estão desabrigados e desalojados em SC; mortos chegam a 65.

A Defesa Civil do Estado de Santa Catarina contabiliza 65 mortos devido à chuva no Estado. Às 9h05 desta terça-feira foram registrados 22.776 desabrigados e 29.543 desalojados, totalizando 52.319 pessoas.

Estão isolados oito municípios: São Bonifácio, Luiz Alves, São João Batista, Rio dos Cedros, Garuva, Pomerode, Itapoa e Benedito Novo. Quatro cidades decretaram estado de calamidade pública: Gaspar, Rio dos Cedros, Nova Trento e Camboriú.

O governo federal e os governos dos Estados do Paraná e do Rio Grande do Sul também já anunciaram o auxílio às vítimas atingidas, disponibilizando medicamentos, cestas básicas, colchões, cobertores, travesseiros e materiais de limpeza.

Devido aos estragos provocados pela chuva, o governador decretou sábado (22) situação de emergência em todo Estado. O decreto é válido por 180 dias.

As chuvas também prejudicaram a distribuição de energia elétrica. Segundo balanço mais recente divulgado pela Celesc (Centrais Elétricas de Santa Catarina S/A), 160.722 mil pontos sem energia elétrica. Os pontos vão desde casas, passando por estabelecimentos comerciais e até públicos.

A chuva que atinge o Estado é recorde histórico para o mês de novembro desde que o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) começou a fazer medições em Florianópolis, em 1961.

A previsão é que a intensidade das chuvas seja reduzida hoje, segundo previsão do Cptec (Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos), do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais).

Solo e comoção

Segundo a geógrafa Maria Lúcia de Paula Herrmann, coordenadora do Núcleo de Estudos de Desastres Naturais da Universidade Federal de Santa Catarina, o solo é "podre", fruto de uma alteração geológica de 4 milhões de anos. Com isso, as mortes no litoral de Santa Catarina são uma tragédia anunciada e vão continuar a ocorrer se nada for feito rapidamente. No encerramento de uma conferência na noite de ontem em Brasília, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez um pedido à platéia para que fosse feito um minuto de silêncio em memória das vítimas. Ele determinou a três ministros que fossem até Santa Catarina para avaliar os estragos causados pelas fortes chuvas e para montar um plano de ação na região.

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u471308.shtml

3 comentários:

Bruna Bianconi disse...

é o fim do mundo :/

te amo :@

BiahH_TrixX disse...

Realmente faltam as palavras...=/

Como a Bru disse:É o fim do mundo.


Brigada por comentar..=D

Bjokas;*

Anônimo disse...

Toda ação, gera uma reação!